Site Português foi o responsável pelos vazamentos de Pokémon Sword & Shield

No mês de novembro, noticiamos aqui que os responsáveis pelos vazamentos relacionados ao game Pokémon Sword & Shield estavam sendo “caçados” pela Nintendo e pela Pokémon Company. Nesta terça-feira, 11 de fevereiro, a Nintendo resolveu lançar um comunicado oficial, indicando que o responsável pelos vazamentos foi um membro de um site português.

“Esses Pokémon foram vazados por um redator do site português FNintendo que havia recebido uma cópia antecipada do jogo para fins de análise. Ele e a FNintendo falharam em lidar com material confidencial, resultando em uma clara violação do acordo de confidencialidade entre a Nintendo e o veículo. Como resultado, a Nintendo não trabalhará mais com a FNintendo […] a Nintendo sempre protegerá suas propriedades intelectuais e suas marcas. Os vazamentos prejudicam não apenas a Nintendo, mas os milhares de funcionários que trabalham duro para levar os jogos ao mercado e os milhões de fãs ao redor do mundo que esperam notícias e surpresas”.

A dura declaração da Nintendo apontou o site português como o responsável por ter descumprido o acordo de confidencialidade e o veículo liberou uma declaração assumindo a culpa pelo ocorrido.

“Reconhecemos que é inadmissível violar as diretrizes de embargo e que não lidamos com os materiais para análise com o cuidado devido. Respeitamos plenamente a decisão da Nintendo de cancelar o contrato de confidencialidade entre as nossas empresas em resultado dessa quebra de confiança e aceitamos que não receberemos mais produtos da Nintendo nem seremos convidados a participar nos seus eventos”.

Resumindo, mais uma vez, a Nintendo prova que não tolera quaisquer ações que possam vir a prejudicar suas IPs. A empresa fez do site português um exemplo a não ser seguido. Aliás, a empresa havia alegado que processaria os responsáveis. Sendo assim, podemos dizer que a gigante japonesa ainda aliviou um pouco. Confidencial é confidencial… fica a dica.

Yohan Bravo