fbpx
Jogos de Luta Antigos 10 títulos que você já pode ter esquecido!

Jogos de Luta Antigos: 10 títulos que você pode ter esquecido!

Diz aí: você curte jogos de luta antigos? Hoje em dia, o universo dos jogos de luta é dominado por franquias poderosas, como The King of Fighters, Street Fighter e Mortal Kombat. No entanto, muita gente tem aquele game de pancadaria que ficou no passado, mas marcou a memória. Esse é o seu caso?

Foi com a mente focada nesse tipo de situação que eu resolvi criar esta lista. Por exemplo, você se lembra do jogo Bloody Roar? Eu adorava! A franquia morreu em 2003… E histórias assim existem aos montes.

Portanto, esta lista irá apresentar dez incríveis jogos de luta antigos. Isto é, games que fizeram relativo sucesso, marcaram as memórias de muitos gamers, mas ficaram presos ao passado… uma lista violentamente nostálgica.

Sendo assim, se quiser refrescar a sua memória, relembrando de jogos de luta antigos que você pode ter esquecido, não deixe de acompanhar esta lista até o fim. Certamente, achará algum título aqui que fará você sentir muita saudade. Bora para a lista?

Jogos de Luta Antigos: os critérios…

Se eu fosse criar uma lista com todos os jogos de luta antigos que já passaram pelos consoles e fliperamas, teria que escrever um livro. Por esse motivo, defini alguns critérios para a seleção dos títulos:

  • Jogos cujas franquias “morreram” em anos anteriores a 2005;
  • Jogos ou franquias que fizeram relativo sucesso;
  • Jogos que marcaram meu histórico gamer.

No caso do critério “jogos que marcaram meu histórico gamer”, essa foi a solução que encontrei para encurtar a lista. De todo modo, convido você a fazer bom uso das redes sociais, compartilhando e comentando sobre os jogos de luta antigos que marcaram o seu histórico gamer.

Desse modo, poderemos criar uma lista de jogos de luta que irá refrescar a memória de muitos outros gamers. Posso contar com a sua ajuda? Bem, obrigado. Agora… vamos apertar o “Start”!

Power Instinct

Para dar o tom desta lista de jogos de luta antigos, resolvi começar com o game Power Instinct, de 1993. Esse game fez relativo sucesso nos arcades. Aliás, não sei se isso aconteceu na sua região, mas aqui, na minha vizinhança, a garotada chamava o jogo de “Vovó vai à luta”.

Esse apelido (ou nome alternativo) era uma menção à personagem Otane Goketsuji, uma velhinha com poderes sobre-humanos. Enfim, a aventura foi produzida pela Atlus e, mesmo com apenas oito personagens, marcou a vida de muitos gamers.

A história do jogo envolve um torneio mortal para definir o novo líder de um poderoso Clã. Um detalhe interessante no jogo é a presença de dois juízes caricatos que aparecem como verdadeiros dançarinos, no início e no fim das lutas.

Rival Schools: United by Fate

Quem gosta de jogar com a personagem Sakura Kasugano, em Street Fighter, deve se lembrar do lendário Rival Schools: United by Fate. O game foi lançado em 1997 e brilhou no PS1 e nos Arcades.

O game colocava alunos e funcionários de escolas em combates eletrizantes. No quesito visual, Rival Schools: United by Fate também chamou atenção por seus gráficos 3D.

Além dos combates dinâmicos, o game possuía um modo de jogo voltado a explicar a história de cada personagem. Isso dava aos players uma noção perfeita de toda a trama. Quem leu, sabe que os temas abordados pelo game não eram nada “escolares”.

Tobal No. 1

Em 1996, a Squaresoft (agora Square Enix) já era um nome consolidado como “criadora de grandes Jogos de RPG”. Por esse motivo, ninguém poderia imaginar que a empresa publicaria um jogo de luta. Bem… o jogo foi Tobal No. 1.

Apesar de ter um modo de jogo baseado em games de aventura, Tobal No. 1 conseguiu chamar atenção por seus gráficos 3D de alta qualidade e sua trama. Além disso, os personagens do game foram desenhados por Akira Toriyama (criador de Dragon Ball Z).

Uma curiosidade interessante é o fato de uma demo do jogo Final Fantasy VII ter sido inclusa em alguns pacotes do jogo. Muita gente diz que o sucesso de vendas do game foi impulsionado pelo lendário RPG da Square… será?

World Heroes

World Heroes, lançado em 1992, pode ser considerado o mais bem-sucedido “clone de Street Fighter”. Clássico dos Fliperamas e do Neo Geo, o game realmente guarda muitas semelhanças com a lendária franquia da Capcom.

Ainda assim, esse é um jogo de luta que tinha uma premissa bem interessante. Na trama, tínhamos um doutor maligno que criou uma máquina do tempo e começou a recrutar lutadores de todas as “eras da humanidade”, para promover um torneio.

Partindo desse ponto, muitas referências a lutadores famosos, como Bruce Lee e Hulk Hogan puderam ser feitas. As mecânicas do jogo também não eram nada ruins. Em suma, um jogo muito divertido, que fez a cabeça da galera gamer nos anos 90.

Primal Rage

Imagine uma série de confrontos terríveis entre feras como dinossauros, serpentes, gorilas, etc. Bem, foi isso que a Atari imaginou em 1994, quando lançou Primal Rage para os arcades.

Na época, o game impressionou com seus gráficos, seus “fatalities” e sua movimentação dinâmica. Na verdade, o game marcou tantas infâncias, que alguns jogadores tentaram, sem sucesso, obter uma autorização para criar um Primal Rage fan-made.

Resumindo, trata-se de um game cult, com um visual semelhante ao icônico Killer Instinct e uma trama bem curiosa. Sem dúvidas, um dos jogos de luta antigos que mais deixaram saudades.

Art of Fighting

Como os fãs da franquia The King of Fighters sabem, Art of Fighting foi um dos embriões da série mais famosa da SNK. Não à toa, personagens do jogo, como Ryo Sakazaki, Robert Garcia e outros, são muito populares em KOF.

O fato é que Art of Fighting foi uma trilogia de qualidade ímpar, embora tenha sido menos popular do que Fatal Fury (que também foi a base de KOF). De qualquer forma, a história em formato mangá e os combates de alta qualidade fizeram os games da série se tornarem lendas.

Em 1992, Art of Fighting chegou a competir de igual para igual (em termos de popularidade) com Street Fighter II, nos fliperamas. A franquia “morreu” em 1996”, quando The King of Fighters se consolidou como a lenda que é.

Weapon Lord

Agora, a nossa lista de jogos de luta antigos chega a outro grande clássico. Weapon Lord, lançado em 1995, foi uma criação da Namco (hoje, Bandai Namco). Detalhe: o game foi uma das bases para a criação da franquia SoulCalibur.

O grande destaque em Weapon Lord é o seu visual artístico. Tudo foi muito bem desenhado, seguindo uma temática muito semelhante ao universo do lendário Conan, o Bárbaro.

As mecânicas do jogo também apresentaram inovações, como o excelente sistema de contra-ataques. A história também foi muito bem pensada e justifica o fato de o game ser tão bem conceituado junto à crítica e, mais importante, junto aos gamers mais veteranos.

Darkstalkers

A franquia Darkstalkers, conhecida como Vampire (no Oriente), é uma das que mais deixaram saudade entre os fãs de jogos de luta. A série da Capcom teve três títulos e algumas edições especiais, mas seu fim se deu em 2005.

Pelo tempo em que durou, a franquia Darkstalkers fez muito sucesso, chegando a ganhar séries animadas e histórias em quadrinhos. Personagens como Morrigan, Lilith e Felicia continuam aparecendo em muitos jogos da Capcom e ainda são “mascotes” muito amadas pelos fãs.

Os games da franquia eram muito animados, com gráficos vivos, personagens interessantes e muitos golpes especiais. Entre 1994 e 1997 (era da série principal), três jogos incríveis foram lançados. E, sinceramente, é difícil entender os motivos que levaram a Capcom a deixar Darkstalkers de lado.

Power Stone

Estamos chegando ao fim desta lista de jogos de luta antigos, e eu não poderia deixar de citar o incrível Power Stone. Assim como o Dreamcast, console no qual o game figurou (em 1999), o jogo foi extremamente inovador.

Além da pancadaria, Power Stone chamava a atenção por apresentar cenários tridimensionais imensos e interativos. Ao longo das batalhas, era possível coletar itens e as famosas Power Stones, para poder aumentar a força.

O game nasceu no Dreamcast e “morreu” junto com ele. No entanto, sua vida curta foi suficiente para marcar a vida de muitos players e definir algumas ideias para os jogos que vieram na sequência.

Bloody Roar

Para fechar esta lista de jogos de luta antigos, sou obrigado a citar uma das franquias mais interessantes do gênero: Bloody Roar. Tendo seu primeiro título lançado em 1997 e o último em 2003, a série inovou com combates 3D e personagens que podiam se transformar em bestas humanoides.

Os games da franquia Bloody Roar, em especial Bloody Roar 2 (que eu joguei incansavelmente), tinham uma premissa muito interessante e os combates eram extremamente dinâmicos.

Obviamente, as transformações dos personagens eram o grande diferencial. Lobo, leão, raposa, gorila, coelho… enfim, Bloody Roar foi um game realmente emocionante. É uma pena que a Hudson Soft tenha falido e decretado o fim prematuro da franquia… bem, a empresa foi comprada pela Konami. Logo, ainda podemos ter esperanças…

Jogos de Luta Antigos: você tem alguma indicação?

Como eu destaquei antes de começar esta lista, gostaria de contar com o seu apoio para montarmos uma lista ainda mais completa. Sendo assim, se puder compartilhar o post nas redes sociais, comentar e marcar os amigos, tenho certeza que nossa Lista Conjunta com os Melhores Jogos de Luta Antigos ficará perfeita. Conto com você… até a próxima!

Yohan Bravo