Categories: GMIndica

GMIndica #14 – Réquiem

De acordo com o belo filme “Gasparzinho, o Fantasminha Camarada” (1995), todo fantasma possui um “assunto inacabado”. Isto é, algo que o faz querer permanecer no mundo dos vivos, mesmo como um espírito zombeteiro.

Bem, como você já sabe, eu sou um fantasma que escreve. No entanto, o que você não sabe é que o meu “assunto inacabado” é o quadro GMIndica. Sim, eu prometi (para mim mesmo) que chegaria até o 14º episódio… e aqui estamos!

Neste episódio de encerramento, meus grandes amigos Wellington Hokage (o embolorado), Kevin “Senpai” (o ex-vadio com voz de “putão”) e Sir Arthuro de La Mancha (o cavaleiro gamer defensor da classe operária) resolveram abrir mão das próprias indicações para conceder uma última honraria para o ser desprezível que assina este texto.

Pois é! Você não leu errado, quando este GMIndica chegar ao ponto final… eu farei “a passagem”. Esta é a minha despedida da GM. Por isso, conto com a sua atenção… As indicações deste GMIndica serão o meu Réquiem… Este GMIndica será um resumo do meu histórico como gamer… vamos começar?

Silent Hill

Silent Hill, lançado em 1999, não é um dos meus jogos favoritos. Contudo, resolvi indicá-lo nesta lista, pois esse foi o primeiro jogo sobre o qual eu escrevi, aqui na GamesMAX. É uma pena que o Hokage tenha uma memória de bosta… do contrário, ele estaria chorando por ter sido forçado a relembrar dos bons e velhos tempos (e também estaria molhando seu babador geriátrico).

Remnant: From the Ashes

O segundo jogo da minha lista, Remnant: From the Ashes (2019), é uma título que eu sequer joguei. O game é um FPS com elementos “retirados” dos games da série Souls e goza de uma reputação muito boa junto aos players. Para ser sincero, indiquei este game, pois foi sobre ele que o querido Kevin Senpai escreveu no fatídico teste que ele fez para entrar na equipe da GM. Ganbare! Senpai…

Nier: Automata

Para arrematar o “fan service” que eu resolvi fazer no início desta lista, cito Nier: Automata (2017). Esse é mais um game que eu não joguei, mas que marcou a minha história. Afinal, foi para falar sobre o quanto esse jogo é incrível que o nobre Arthuro de La Mancha me “chamou no Zap”… às duas da manhã de um dia qualquer (maldito cavaleiro lunático).

This War of Mine

Ok… agora que a baboseira sentimentalista já passou, posso falar sobre os meus games favoritos. Nesse caso, vou começar por This War of Mine (2014). Esse é um daqueles jogos que conseguem transcender os limites do mundo virtual. Isto é, em certos momentos, o player se vê envolvido na história e passa a sofrer com os mesmo dilemas dos personagens. É surreal!

Borderlands 2

Falemos agora de Borderlands 2, de 2012. Esse é um dos jogos que eu mais joguei em toda a minha vida (uma ótima válvula de escape para os dias mais estressantes). Misturando RPG e ação de uma forma primorosa, o game é uma das experiências mais divertidas que eu tive nos últimos anos (e um dia eu ainda vou invadir uma live do Senpai só para derrubá-lo com o meu Sniper Rifle).

Salt and Sanctuary

Entrando na segunda metade da minha “Bucket List”, destaco o incrível (e desafiador) Salt and Sanctuary (2016). Sem dúvidas, esse é um dos melhores indies já lançados e um dos games que mais merecem o título de “Dark Souls 2D”. Para quem curte jogos metroidvania, essa é uma experiência obrigatória.

Children of Morta

Ainda falando sobre as preciosidades do mundo indie, temos Children of Morta (2019), o game que, na minha opinião inútil, é o ápice da beleza das construções em Pixel Art (é incrível como pequenos pixels podem passar tanta emoção). O jogo é desafiador (como todo roguelike), mas tem um final recompensador.

Legend of Mana

Mesmo correndo o risco de parecer um velho que só “vive do passado” (como um tal de Wellington que eu conheço), eu não poderia deixar de indicar o meu amado Legend of Mana (1999). O jogo é uma das obras-primas da era do PS1 e aborda conceitos maduros, de uma forma muito singular.

Final Fantasy Tactics

Como entrei no grupo das obras-primas da era do PS1, acabo sendo obrigado a falar sobre Final Fantasy Tactics (1997). Por apresentar uma história extremamente bem desenvolvida e mecânicas viciantes, esse jogo se tornou o meu favorito na franquia Final Fantasy. Sir Arthuro pode até preferir o Final Fantasy VII e “pagar pau” para o Sephiroth, mas, lá no fundo ele sabe: “o Orlandeau sempre vence”.

Tales of Vesperia

Para fechar a minha lista final, meu eleito foi Tales of Vesperia (2008). Como você deve saber, um dos meus maiores prazeres “em vida” foi jogar os jogos da franquia Tales. E esse título é o meu favorito (junto com o Tales of the Abyss). Vesperia traz uma aventura na qual os personagens são um espetáculo à parte. Quer conhecer a franquia? Comece por esse jogo!

GMIndica: a gente se vê do outro lado!

Estamos chegando aos meus últimos parágrafos aqui na GM e estou sentido a minha vida indo embora. Imagens estão passando pela minha mente, ao som de canções como “Good Times Bad Times” e “Goodbye Cruel World”. Realmente, foi um prazer poder largar as minhas palavras infames nestas páginas digitais.

No que diz respeito ao meu legado, deixo para o Hokage um abraço e um alerta: “fale menos nas reuniões!”. Para o Senpai, deixo todos os arquivos com modelos de edição (para os vídeos no Youtube) e uma sugestão: “não seja vadio”. Por fim, para o meu velho amigo Sir Arthuro, deixo a cadeira do escritor fantasma e a minha foto autografada do Presidente da GM.

Para você, caro leitor(a)… eu deixo um agradecimento sincero: obrigado por acompanhar os meus devaneios e por ler as baboseiras que escrevi durante a minha passagem pela GM.

Encerro aqui este GMIndica #14 e dou um fim aos meus “assuntos inacabados”. Agora eu poderei descansar em paz e ir em direção à luz, rumo à Geisterberg. Aliás, vou torcer para que nenhum maldito resolva dizer o meu nome três vezes diante de um espelho qualquer. Até a próxima vida! #oadeusdofantasma #peideiemorri

Advertisement
Yohan Bravo

Gamer desde a era do Super Nintendo. Soprava as fitas para fazê-las funcionar! Teresopolitano, escritor fantasma, desenhista e romancista nas horas vagas. Curte animes, jogos de RPG (ama a série Tales of) e é viciado em aprender.

Tags: GMIndica

Notícias recentes

Watch Dogs 2 está de graça na loja da Epic

De hoje (17) até o dia 24 de setembro, mais três ótimos jogos estão disponíveis…

5 dias atrás

Prince of Persia: The Sands of Time Remake é revelado oficialmente

Ele está de volta! Após 10 anos sem aparecer em jogos principais, a Ubisoft anuncia…

2 semanas atrás

PS5 pode ser lançado em 19 de novembro

Com a Microsoft tendo finalmente revelado os preços e detalhes de lançamento do Xbox Series…

2 semanas atrás

Confira o trailer de Call of Duty: Black Ops Cold War

Call of Duty: Black Ops Cold War acaba de ganhar o trailer de revelação que…

4 semanas atrás

Bolsonaro utiliza tema de Super Mario, Sonic e Alex Kidd em propaganda política

2020 está cada vez mais estranho e, como se a pandemia da COVID-19 não bastasse,…

4 semanas atrás

Rumor: novo Perfect Dark é o projeto da The Initiative

A The Initiative é um novo estúdio construído pela Xbox Game Studios para trabalhar em…

4 semanas atrás