EVO: presidente do evento é suspenso após denúncias de assédio e pedofilia

O presidente da Evolution Championship (EVO), Joey “MrWizard” Cuellar, foi afastado do cargo por causa de uma denúncia de assédio sexual e pedofilia.

A denúncia contra o presidente do maior evento de lutas da atualidade surgiu na madrugada desta quinta-feira (02), e foi realizada pelo usuário do Twitter PyronIkari. Segundo ele, nos anos 90, Cuellar tinha um comportamento inapropriado com garotos menores de idade.

Em um post no TwitLonger, ele descreveu um dos episódios que, de acordo com ele, ocorreram no meio da comunidade de jogos de luta.

“Ele pagava às pessoas centenas de fichas [de arcade] para fazer coisas como tirar a roupa e pular em piscinas perigosas por um certo período de tempo. Em 99% do tempo, eram garotos jovens”, descreveu Mikey em um trecho do relato.

O Twitter oficial da Evo confirmou o afastamento do presidente via um post.

“Estamos cientes das acusações feitas contra Joey Cuellar”, diz o comunicado. “O comportamento dessas acusações contraria diretamente a missão da Evo de construir um ambiente seguro e acolhedor para todos os nossos jogadores e participantes. Nós levamos essa responsabilidade a sério. Por conta disso, Joey foi colocado em licença administrativa até uma investigação de terceiros”.

Depois das denúncias, a edição deste ano da EVO, que devido ao COVID-19 seria realizada somente online, também foi cancelada.

Erick Figueiredo