Epidemia: o Coronavírus e a ascensão do “gênero” Outbreak Sim

O 2019-nCoV, ou seja, o novo tipo de Coronavírus encontrado tem sido a principal notícia da imprensa internacional nos últimos dias. O vírus foi detectado primariamente na China, mas já há relatos de ocorrências em outros países e o medo de uma epidemia da doença já está tomando conta de muita gente.

Aliás, foi esse medo que acabou revelando uma tendência curiosa. Veja bem: após os assuntos relacionados ao Coronavírus terem ganhado notoriedade, o game Plague Inc. (que foca na criação de uma epidemia), registrou um aumento considerável em seu número de vendas.

Isso acabou chamando a minha atenção para um “gênero” que, sinceramente, eu desconhecia até então: Outbreak Sim. Em uma tradução literal, Outbreak quer dizer surto. Logo, esse gênero foca na simulação de surtos de doenças.

Em tempos nos quais o conceito de gamificação é muito usado para ensinar conceitos complexos, os Outbreaks Sim podem dizer muito sobre como funciona uma epidemia.

Diante disso, eu resolvi criar uma pequena lista com alguns jogos que focam nessa ideia de Epidemia. Sim, os games são muito controversos e até podem ajudar a acentuar o medo (diante do Coronavírus), mas é inegável que há um teor educativo neles. Sendo assim, não deixe de conferir os grandes exemplos do “recém-popular” gênero Outbreak Sim…

O início da Epidemia dos Outbreak Sims: Plague Inc. e Plague Inc. Evolved

Para abrir esta lista de games que “brincam com a ideia de Epidemia”, eu não poderia deixar de citar o título que inspirou este texto. Como eu disse, Pague Inc. teve um aumento considerável em seu número de vendas, assim que os primeiros casos do 2019-nCoV foram confirmados.

Plague Inc. foi lançado em 2012, em versões mobile, e somente em 2015 chegou aos PCs. Depois, o game foi refeito e passou a se chamar Plague Inc.: Evolved. Essa versão remake foi disponibilizada para PC, Xbox One, PS4 e Switch.

De modo geral, o foco do game é criar uma patologia capaz de devastar a humanidade. O game faz uso do chamado “Epidemic Model” que é uma técnica indicada para simplificar a modelação matemática de uma doença infecciosa.

Mesmo com uma interface simples, o game consegue apresentar todos os estágios que marcam a evolução do vírus. Desde o paciente zero até a epidemia e depois a pandemia… o game é um exemplo de como tudo acontece. Logicamente, foi esse nível de “realismo” que o fez ficar tão popular em meio ao caos do Coronavírus.

Exemplos da Epidemia dos jogos Outbreak Sim

Por mais que Plague Inc. seja o expoente máximo da epidemia dos Outbreak Sim, não podemos descartar outros games que também abordam essa ideia e nos ajudam a ter uma visão clara de como funciona esse gênero. Segue a lista…

Pandemic: The Board Game

Falemos de um jogo de tabuleiro que foi lançado em 2008 e depois, em 2018, recebeu uma versão para celulares, PCs e consoles. Pandemic: The Board Game é um Outbreak Sim que coloca os players no papel de um membro de uma equipe de combate a doenças infecciosas.

Ao longo da aventura, os players viajam ao redor do mundo, carregando em suas malas a missão de encontrar a cura para quatro doenças mortais. O gameplay cooperativo favorece o trabalho em equipe e, apesar de ser uma opção bem divertida, suas construções realmente mostram como funciona uma epidemia. Vale a pena conferir!

Epidemic

Provando que o assunto “Epidemia” não é uma moda atual, chamo a atenção para o game Epidemic, que foi lançado em 1995, para o primeiro PlayStation. Apesar de ser um FPS (e não um Outbreak Sim, tecnicamente), o game aborda a ideia de doença infecciosa de uma forma muito interessante e original.

Aliás, toda a trama acaba envolvendo o player de um modo muito “educativo”. Enquanto avança pelas fases, os players têm uma experiência bastante imersiva, observando, “em primeira pessoa”, os estágios mais “micro” da evolução de uma epidemia.

Quarantine

Voltando aos exemplos típicos do gênero Outbreak Sim, temos Quarantine, que foi lançado em 2017, para PC. O jogo aborda a ideia de epidemia de uma forma um tanto quanto estratégia, criando o clima típico de uma guerra contra um vírus mortal.

Apesar do lado estratégico, o approach do game é bem científico. Ao longo da aventura, os players podem estudar o funcionamento de doenças, estabelecer quarentenas e muito mais. O game tem uma IA apurada, o que nos dá uma boa ideia da imprevisibilidade de um vírus contagioso.

Bio Inc. Redemption

Fechando esta lista com exemplos do gênero Outbreak Sim, temos Bio Inc. Redemption, lançado em 2018, para PC. De certa forma, esse é o game que mais se aproxima, em termos de mecânicas e ideias, do game Plague Inc.

O jogo tem uma interface digna de monitores médicos e realmente dá detalhes preciosos sobre a ação das doenças. O realismo do game impressiona. Para ser sincero, Bio Inc. Redemption me chamou mais atenção do que o grande responsável pela epidemia dos Outrbreak Sims, ou seja, Plague Inc.

Vírus, Epidemia… temas constantes no mundo dos games…

Apesar deste texto ter a intenção principal de apresentar exemplos do gênero Outrbreak Sim, não podemos descartar o fato de que assuntos relacionados a vírus, doenças, epidemias, pandemias e afins são muito comuns no mundo dos games. Como prova, eu poderia citar:

  • Games que seguem a ideia de “apocalipses zumbi”: Resident Evil (a franquia), DayZ, Dying Light e muitos outros;
  • Games com surtos provocados por elementos específicos: Sunset Overdrive (humanos transformados em mutantes por conta de uma bebida chamada FizzCo) e The Last of Us (humanos transformados em mutantes por conta do fungo Cordyceps);
  • Até mesmo o aclamado A Plague Tale: Innocence aborda a temática, em certo ponto de vista.

De todo modo, a grande quantidade de exemplos nos permite concluir que, ao abordar o conceito de “epidemia”, os games acabam contribuindo para educar as pessoas acerca de um tema tão delicado. Obviamente, a ideia dos Outbreak Sim acaba sendo ainda mais educativa, já que o foco é realmente a evolução e a propagação das doenças.

Em suma, o 2019-nCoV acabou impulsionando um gênero capaz de mostrar o potencial dos games para algo que vai muito além do entretenimento. Mesmo que a “Epidemia desse tipo de jogo” seja algo passageiro, é bom saber que há opções tão inteligentes e enriquecedoras prontas para serem exploradas por gamers que gostam de mergulhar nas “fontes do saber”. Até mais…

Yohan Bravo