Decisão de Bolsonaro pode prejudicar a Indústria dos Games

Não faz muito tempo, o Presidente Jair Bolsonaro caiu nas graças do povo gamer por conta de uma redução modesta (não estou reclamando) nos impostos sobre jogos e produtos relacionados ao universo gamer.

Contudo, dessa vez, parece que o “presidente gamer”, que tem movimentado as redes sociais (mandando “salves” para a galera dos games), está prestes a atentar contra a indústria que ele diz tanto amar.

Vamos com calma, para que possamos entender… O Presidente Jair Bolsonaro, que já tem realizado algumas ações contra a Ancine (Agência Nacional do Cinema), resolveu enviar um projeto de Lei ao Poder Legislativo, com o intuito de, para o ano de 2020, cortar 43% da verba da Agência.

A princípio, poderíamos dizer que a medida atenta contra o cinema nacional. Porém, o caso aqui é que a Ancine também tem sido uma das maiores impulsionadoras da indústria dos games aqui no Brasil.

Cabe lembrar que muitos projetos têm recebido financiamento por parte da Agência. O game Araní, que já apresentamos em um post exclusivo, é um exemplo disso.

No fim de 2018, a Ancine chegou a anunciar que faria um investimento recorde na indústria. Agora, é bem provável que esses planos tenham que ser revisados. E, quem sabe, cancelados.

Caso a proposta seja aprovada, nossa indústria de games, que talvez nem possa ser chamada de indústria ainda (por estar apenas engatinhando), poderá sofrer um duro golpe.

Yohan Bravo